Banda

É Tianastácia!

Destaque no cenário musical do país, a banda é reconhecida pela diversidade de estilo musical e irreverência

Com a base musical ancorada no bom e velho rock’n roll, a família Nastácia transita por diversos estilos. Pop, rock, música eletrônica, romântica e outros ritmos possibilitam que o grupo surpreenda e cative novos públicos a cada álbum lançado. A irreverência, o bom humor e a criatividade nas músicas fazem do Tianastácia um dos maiores ícones do pop rock mineiro.

Em 1992, os amigos André Miglio (vocal), Henrique Rodarte (guitarra), Antônio Júlio (guitarra), Beto Nastácia (baixo) e Cadu (bateria) se juntaram para se divertir fazendo música. A brincadeira ficou séria em 1995, quando o Tianastácia venceu o FestValda, com a música Cabrobó – que estourou nas rádios de todo o território nacional -, na categoria Inéditas.

O primeiro álbum da banda, Acebolado, foi gravado em 1996 pela Cogumelo Records, selo que lançou o Sepultura. Nessa mesma época, Léo Nastácia assumiu as guitarras, substituindo Henrique Rodarte. No fim de 1997, o vocalista André Miglio deixou o grupo e foi substituído por Podé e Maurinho. Logo em seguida os artistas gravaram o segundo álbum, Tianastácia, dedicado à memória do baterista Cadu, que faleceu na época. Por esse motivo, Glauco Nastácia entrou para a banda.

Em 1999, foi gravado o terceiro disco dos músicos, Tá na boa, pela gravadora EMI, com a produção de Marcelo Sussekind, um dos produtores mais requisitados do Brasil. Nesse mesmo ano, o Tianastácia foi convidado para tocar no festival Pop Rock Brasil. No ano 2000, ainda pela EMI, o grupo gravou o quarto álbum, Criança louca, produzido por Carlo Bartolini (ex-guitarrista do Ultraje a Rigor), com a participação de Miranda, na pré-produção; e do Torcuato Mariano, na direção artística. Esse ano também ficou marcado pela participação da banda no Festival da Música Brasileira, da TV Globo. A música Morte no escadão, de autoria do José Carlos Guerreiro, levou o segundo lugar no evento, faturando um prêmio de R$250 mil.

Com a consolidação do Tianastácia no cenário musical brasileiro, se tornaram frequentes as parcerias com grandes nomes da música nacional, como Beto Guedes, Lô Borges, Tom Zé, Maurício Tizumba, Chico Amaral, Skank, Jota Quest, Marina Machado, Pato Fu, Uakti, entre outros.

Em 2003, a música O sol trouxe ainda mais brilho para a carreira dos rapazes. A canção, de autoria do guitarrista Antônio Júlio Nastácia, que está no disco Na boca do sapo tem dente (2003), foi sucesso absoluto em todo o país. Ela foi gravada pelos conterrâneos do Jota Quest, em 2005, e no ano seguinte foi a mais tocada nas rádios de todo o Brasil. Em 2010, o também conterrâneo Milton Nascimento gravou a canção.

No festival Pop Rock Brasil de 2004 foi gravado o primeiro DVD ao vivo do Tianastácia – um megashow que entrou para a história da banda, com uma apresentação magnífica na qual os artistas tocaram para um público de 50 mil pessoas.

Na gravação do sétimo álbum, Orange 7 (2006), a banda já não contava com o guitarrista Léo Nastácia, que se desvinculou do grupo. Esse disco marcou uma fase mais pop do Tianastácia, na qual foram usados teclados, violões e melodias mais tranquilas.

Tianastácia no país das maravilhas foi lançado no fim de 2009. Esse trabalho foi uma retomada às raízes do primeiro álbum, com ênfase no rock mais direto, conciso e cru. Com apenas duas semanas de lançamento, antes mesmo da divulgação do CD pelo Brasil, mais de 15 mil cópias já tinham sido vendidas.

Para comemorar a maioridade, o Tianastácia lançou seu mais recente CD, Love Love, no segundo semestre de 2013. Gravado no estúdio Nas Nuvens, no Rio de Janeiro, o nono álbum teve direção musical e arranjos de Liminha, que também participou de algumas faixas na guitarra. O disco tem outras participações marcantes, como o DJ Negralha; o grupo de percussão Meninas do Rio – formado por jovens de comunidades do Rio de Janeiro; o rapper-repentista Rapadura Xique-Chico; e o percussionista e mestre do pandeiro Marcos Suzano. A maioria das faixas é de autoria da própria banda. A única exceção é a releitura do sucesso de 1972 de Os Mutantes, Posso Perder Minha Mulher, Minha Mãe, desde que eu Tenha o Rock and Roll, de Arnaldo Batista, Rita Lee e Liminha. Esse novo trabalho marcou uma fase mais madura, mas não menos humorada, da família Nastácia.

Em 2015 Tianastácia volta ao cenário nacional com nova formação, energias renovadas e uma participação expressiva no programa SuperStar, da Rede Globo. “Tratamos o SuperStar como um recomeço e estamos realizando um sonho. Queremos conquistar o Brasil e o programa é uma grande vitrine.  Estamos aqui como se estivéssemos com 18 anos de idade e não com 18 anos de carreira”, comemora Podé Nastácia ao avaliar a participação da banda no programa.

Linha do tempo


1992
Primeiros ensaios com Henrique Rodarte, Alexandre Piriquito, André Miglio, Beto Nastácia e Antônio Julio na primeira formação da banda. Em seguida sai Alexandre e entra Cadu.


1995
Ganha o FestValda com “Cabrobró”, disputada com mais de 224 músicas e decola no cenário nacional .


1996
Gravações do primeiro CD “Acebolado” (independente). Produzido por Ivan Corréa e gravado no studios da Cogumelo Records, em BH. Léo Nastácia assume as guitarras no lugar de Henrique Rodarte


1997
Sai o vocalista André Miglio e entram Podé e Maurinho, então do trio Zoom Bee Doo. A banda tem uma grande perda nesse ano: morre o baterista Cadu e, em seu lugar entra o atual baterista, Glauco Nastácia.


1999
A banda faz seu primeiro super show no Pop Rock Brasil, em BH.


2000
Tianastácia participa do “Festival da Música Brasileira”, da Rede Globo com a música “Morte no Escadão” e ganha o segundo lugar.


2001
O grupo participa do Rock n’ Rio com grande sucesso, tirado a atenção de bandas internacionais.


2003
Tianastácia lança seu quinto álbum “Na Boca do Sapo Tem Dente”. A música “O Sol”, gravada dois anos mais tarde pelo Jota Quest veio a se tornar o hit mais tocado em todo o país.


2004
Tianastácia lança seu primeiro DVD ao vivo gravado no Pop Rock Brasil, no estádio do Independência em Belo Horizonte. A atuação da banda foi memorável em um super palco montado por cima das estruturas dos comandos de luz e som do evento.


2006
Lançamento do CD ”Orange 7”, onde a banda mostra seu lado mais pop. Músicas com violão e teclados são marcantes em todo o álbum.


2009
A banda volta às origens com o lançamento do “Tianastácia no País das Maravilhas”. Um disco bem ao estilo rock n’ roll dos primeiros álbuns, com letras vibrantes e sonoridades que não deixam ninguém parado.


2013
Lançamento do 8º álbum do Tianastácia, Love Love,  repleto de canções inéditas. O disco foi gravado no estúdio Nas Nuvens e contou com direção musical do ex-Mutante, Liminha. A música de trabalho Love Love participa da trilha sonora do filme Mato Sem Cachorro, com Leandra Leal e Bruno Gagliasso..


2014
Show de Lançamento do álbum “Love Love” no Parque das Mangabeiras e início da Love Love Tour 2014


2015
Participação da banda Tianastácia no SuperStar

Notícias

Tianastácia em Uberlândia/MG

Confirmamos presença no Rock Solidário em Uberlância/MG! Esperamos todos vocês!

12241063_1099758940035211_4919910018745959662_o

 

 

Discografia

Fotos

Vídeos

Agenda

13/5/2016 – Nova Serrana/MG

14/5/2016 – Mercado do Cruzeiro /MG

20/5/2016 – ZOOM BEE DOO (projeto paralelo do Tianastácia) no granfinos: BH

27/5/2016 – Abreus – Distrito de Alto Rio Doce

3/6/2016 – Pouso Alegre/MG

4/6/2016 – Poço Fundo/MG

2015

18/12/15 – Patos de Minas/MG
19/12/15 – Uberlândia/MG: http://ow.ly/V3UII

12241063_1099758940035211_4919910018745959662_o

 

16/01/16 – Capelinha/MG

12339566_1110031229007982_7363162992111098969_o

 

30/01/16 – Belo Horizonte/MG (Festa fechada)

06, 07 ou 09/02/16 – Diamantina/MG

Carnaval Diamantina

 

05/03/16 – Ipatinga/MG

25/03/16 – Belo Horizonte/MG – Al Capone

08/04/16 – Formiga/MG

16/04/16 – Montes Claros/MG

Abril – Poços de Caldas/MG

Abril – São Sebastião da Areia/SP

Imprensa

 

 

 

 

Contato

Produção:

+55 (31) 9436-3000
betonastacia@gmail.com